Especial Rússia

As Famosas Bonecas Russas - parte 1

maio 18, 2018o¤° SORRISO °¤o


Que menina não brincou, um dia que fosse em sua vida, com uma boneca? Bonecas Barbie, Little Mommy, Fofolete, Moranguinho... nossa peguei pesado. Hahahahahahaha! E na Rússia existe uma boneca muito especial e que associamos de imediato ao país: a Matrioska ou Matryoshka

A Matrioska é uma tradicional Boneca Russa, feita em madeira e com múltiplas cópias de si em seu interior, ou seja, é a mesma boneca em vários tamanhos e que se encaixam umas nas outras. Não tenho dúvida de que você já viu ou pelo menos já ouviu falar delas. Mas, será que você conhece sua história? Não?! Então vamos lá. 


Matrioska, a boneca russa de encaixe 


A Boneca Russa 

As bonecas Matrioskas são bonitas e bem simpáticas, e geralmente são pintadas para representarem mulheres do campo ou personagens de contos de fadas. É claro que com sua popularidade existem bonecas para todos os gostos, desde líderes da antiga União Soviética ou políticos até cantores da cultura pop e outras celebridades mundiais. Caiu na mão do povo capitalista, já viu, né? Hahahahahahaha! 


Masha e o Urso (desenho animado) / Presidentes russos / Pulp Fiction (filme) / Batman (filme) / Matrioskas modernas à venda


Seu formato é bem simples, um pouco cilíndrica, sendo arredondada e mais estreita na parte de cima, onde fica a cabeça. Ela não possui mãos, a não ser as que forem pintadas. Geralmente, a Matrioska abriga entre 6 a 7 bonecas. Todas “engolem” umas às outras, menos a menorzinha, chamada de boneca semente, que não possui abertura, a única que não é oca por não permitir mais um entalhe. 

É um objeto fascinante e que identifica a cultura russa, assim como o Carnaval caracteriza de imediato a cultura brasileira. Falou, lembrou. Conhecida como matrioska, mamuska ou babushka (lá na Sérvia) é uma boneca artesanal de madeira e pintada a mão. Em alguns casos é possível encontrar uns 50 exemplares dentro dela, mostrando a habilidade russa. Haja Matrioska! Hahahahahahaha! E é na complexidade da pintura em que consiste a sofisticação da bonequinha e seu valor, é claro. 

Antigamente, no tempo em que as Matrioskas não passavam de brinquedos, eram fabricadas em série, mas hoje muita coisa mudou e elas são consideradas verdadeiras obras de arte. São esculpidas e pintadas à mão e por isso cada boneca é única e exclusiva, possuindo o estilo do artista que a criou, tal qual um pintor e sua tela, também única.  

Para os artesãos elas são “símbolo da personalidade e projeção da alma no espaço”. Profundo, né? Essas bonecas contam a história de muitas famílias russas de origem camponesa, onde a mulher mais velha, geralmente a avó, plantava a cultura do campo em seus filhos, netos e bisnetos, ou seja, sua semente era passada de geração em geração numa história de amor e de maternidade. 


Na sala / na estante / na prateleira / no escritório / no quarto / no banheiro 

As bonecas russas de hoje podem ser feitas de vários materiais como: tricô / feltro / ponto cruz / crochê com encaixes / pano / crochê 

As Matrioskas estão em tudo. Panos de prato / almofada / copos e xícaras / abajures / agendas / bolo / almofadas com a forma da matrioska / sabonete / caixas / tecido de almofadas / marcadores de texto 


Hoje, as Bonecas Russas fazem parte da decoração de lares do mundo inteiro, sendo exibidas em mesas, estantes e prateleiras. Abandonaram a madeira e abraçaram outros materiais como porcelana, tecido e papel, dando forma a abajures, quadros e almofadas. Não há limites para a imaginação. 

Matrioska, A História 

A boneca surgiu na Rússia no fim do século XIX, num período de rápido desenvolvimento econômico e cultural do país. Foi uma época de autoconsciência nacional e as tradições russas e toda sua cultura eram mais presentes na sociedade como um todo. Uma etapa em que se desenvolvia uma nova tendência conhecida como “Estilo Russo”. 

No atelier moscovita “Diétskoie Vospitanie” (Educação Infantil, em russo), em 1890, a composição da boneca russa foi atribuída a um artista chamado Serguei Malyutin que em um pedaço de madeira deu vida a primeira boneca e sua família de camponeses russos. Essas foram as primeiras bonecas russas e tratavam-se de uma mãe com seus sete filhos em seus trajes típicos, totalizando oito bonecas no final. Viraram tradição no país. 


A Primeira Matrioska. A boneca de Serguei Malyutin era uma camponesa de rosto redondo em uma camisa bordada, sarafan (roupa típica) e avental, em um lenço colorido segurando um galo negro 

Indicação da data no fundo da boneca - 1892 


Em 1900, na Exposição Mundial de Paris, a boneca russa foi apresentada e provocou uma comoção no público, ganhando a medalha de bronze. Ao longo dos sete meses da exposição as Matrioskas ficaram conhecidas pelo resto do mundo e se tornaram um ícone da cultura russa. 

O desenvolvimento das bonecas passou por várias fases. Primeiro, o mais importante era o rosto, em outro momento passou a ser a roupa. No início eram representados os camponeses, os comerciantes e depois vieram os nobres e os políticos. Mais tarde foram criadas Matrioskas personalizadas e sob encomenda. E assim segue sua evolução de acordo com o período, assumindo diferentes cores, formas e tamanhos. E com certeza, ela continua sendo uma figura importante do artesanato russo. 


A Boneca Russa e sua família 
Matrioskas Star Wars. À esquerda está o Império e à direita, a Aliança Rebelde 


Sua forma se mantém imutável, mas ela permite uma infinidade de temas e cores que traduzem a história da Rússia e do mundo. Sua versatilidade permite reinvenções originais. Uma peça tradicional do artesanato russo que se moderniza e inspira. Muita personalidade neste encanto de boneca que com ar sereno nos transmite o sentimento mais simples e mais forte, o amor

Matrioska, A Origem 

Ao que tudo indica, o símbolo da nação russa foi inspirado nos bonecos japoneses do sábio budista Fukuruma que tinha uma figura dentro da outra, representando seus parentes ou o Deus da Sabedoria Fukurokuju


Fukuruma - bonecos japoneses que serviram de inspiração para as Matrioskas russas 


Acredita-se que o protótipo da Matrioska tenha chegado à Rússia através da esposa do famoso mecenas Savva Mamontov. Dizem que Mamontov ficou tão fascinado pela engenhosidade dos bonecos desmontáveis que pediu a Serguei Malyutin que criasse algo semelhante. 

O Nome Da Boneca Russa 

No século XIX, Matryona (matrona) era um nome feminino muito popular entre os camponeses da antiga Rússia e significa “senhora respeitável” ou “mãe de família”. 


Um conjunto de Matrioskas bem antigo 


Matryoshka é o diminutivo de Matryona. O nome provém da raiz latina mater, ou seja, mãe, símbolo da maternidade e, por consequência, da fertilidade. Ela cuida, abriga e protege todos da família nos momentos mais difíceis. 

Ela também é conhecida como Matrioshka, Matryoshka, Matrioska, Matryona, Mamuska e, com certeza, mais alguns. 

Simbolismo Da Matrioska 

A Matrioska é a personificação da saúde das mulheres, do caráter feminino e da fertilidade. A imagem da mulher robusta e feliz como o símbolo da família. 

Demonstra a ideia de maternidade e fertilidade uma vez que uma boneca menor sai de dentro da maior, um simbolismo do ato de uma mãe dar à luz uma filha, depois essa filha dar à luz sua filha e assim por diante. 

As bonecas também inspiram a riqueza e a vida eterna, transmitindo uma mensagem de amor e amizade. É tradição presentar recém-nascidos com Matrioskas para lhes desejar vida longa e próspera. Salve, Sr. Spock! 

Há quem diga que a Matrioska representa o caráter austero dos russos que se escondem debaixo de várias camadas, uma metáfora utilizada por se protegerem das misérias vividas durante séculos de existência. 

Também são símbolo das várias facetas que existem em uma mesma mulher. A mãe, a amante, a companheira, a amiga, a dona de casa, a empresária... todas mulheres distintas habitando um mesmo corpo. Versáteis e multifacetadas. 

Como Se Faz Uma Matrioska? 

Primeiro, a madeira. Ela tem que ser sem nervuras e que facilite o entalhe e que ao secar não entorte. A madeira tem que se manter ao ar livre durante dois anos. 

Segundo, a criação. A primeira boneca a ser feita é a menorzinha, a semente. As demais são feitas para se encaixarem perfeitamente umas nas outras. 

Terceiro, a pintura. No geral são usadas cores vibrantes para desenhar uma mãe, uma camponesa ou motivos florais. Após a pintura, a Matrioska é envernizada. 

A elaboração da Matrioska consiste em pelo menos 15 etapas. 

Curiosidades 

1- A maior – uma escultura de 30 metros na fronteira de Rússia e Mongólia. 

2- A menor – a bonequinha tem o tamanho de uma semente de amapola. 

3- A mais numerosa – a família Matrioska mais numerosa possui 73 bonequinhas. 


Museu Das Matrioskas 

É tamanha a importância da boneca na cultura do país que a evolução da Matrioska pode ser vista em Moscou, capital da Rússia, onde foi criado, em 2001, o Museu da Matryoshka, em uma antiga loja de brinquedos.  

Matrioskas vermelhas 


Para que este post não ficasse tão gigantesco quanto a própria Rússia eu o dividi em duas partes. Esta é a primeira parte e aborda a origem das Bonecas Russas, ícone do país. A segunda e última parte é sobre a lenda da Matrioska

Então, se nessa Copa do Mundo você for visitar a Rússia, não se esqueça de trazer umas Matrioskas como lembrança para seus amigos. Traz uma pra mim, também! 

Não perca o próximo post. Até lá! 
  


Beijos mil! :-) 
Criss 



  Não esqueça de Comentar e Seguir o blog. OK?  






Você Também Vai Curtir

2 brincadeiras

  1. Meus preferidos: Da Masha e o Urso e Star Wars, claro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É clarooooooooooo! Hahahahahahaha!
      Valeu pela visita.
      Beijos mil! :-)

      Excluir

»☻ Valeu por seu Comentário ☻«

“Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... ou toca ou não toca.”
Clarice Lispector


Posts Populares

Instagram

Formulário de contato