Datas Comemorativas DIY

Reinvente Sua Árvore de Natal

novembro 25, 2016o¤° SORRISO °¤o


Que o Natal é uma festa pra lá de tradicional no mundo inteiro, tudo bem. Que uma árvore de Natal feita de pinheiro natural grande e superdecorada, estilo beeeem clássica é linda, Ok. Mas, em tempos de crise, a criatividade tem que assumir seu papel. Além de economizar, podemos colaborar com o bem-estar do planeta criando lindas árvores natalinas sustentáveis. Não é fantástico? 

Árvore de Natal Sustentável feita de rolhas de vinho 


Árvore E Fertilidade  

Enfeitar árvores era um feito muito antigo e que já existia há muitos milênios antes de Cristo. Várias civilizações antigas como os romanos, egípcios, gregos, celtas e chineses consideravam as árvores símbolos divinos e, por isso, realizavam festivais durante o Solstício de Inverno em sua homenagem, a fim de celebrarem a fertilidade da Mãe Natureza. Essas crenças pagãs e antigas ligavam o homem ao divino através da árvore. Uma aliança que unia o ser terreno com o ser celestial. 

Árvore De Natal Origens  

A árvore de Natal é um dos principais símbolos das ornamentações e celebrações natalinas. Geralmente, é representada por um pinheiro, mas você sabe por quê? 

Reza a lenda que no início do século 8 um monge beneditino chamado São Bonifácio foi enviado como missionário para Turíngia, na Alemanha. Lá, os povos germânicos cultuavam uma árvore sagrada (herança pagã dos povos antigos). Para acabar com essa crença pagã, o monge cortou o carvalho sagrado, e construiu uma capela com a madeira da árvore, acreditando que desse modo iria erradicar a crença do local. Onde o carvalho caiu surgiu um pequeno abeto (árvore da mesma família do pinheiro), e como não tinha sido bem-sucedido em acabar de vez com a fé profana, o monge-missionário decidiu dar um novo significado a um velho símbolo do lugar (a árvore), deixando todos felizes. 

São Bonifácio derruba a árvore cultuada pelos pagãos 


Como o pinheiro é uma das poucas árvores que se mantêm verdes durante o ano inteiro, mesmo durante o inverno, o monge decidiu que a árvore simbolizaria a vida e a eternidade de Jesus. E, em razão de seu formato triangular, o pinheiro foi associado com a Santíssima Trindade (o Pai, o Filho e o Espírito Santo – um Deus em três pessoas). Eis que surgia o conceito e a relevância do pinheiro como Árvore de Natal.  

Se não pode com eles, junte-se a eles” e, uma vez com eles, faça do seu jeito. Monge danadinho, esse... Hahahaha! 

O Encantamento 

Há outra história interessante, ainda na Alemanha. Em 1530, quando Martinho Lutero (um dos idealizadores da Reforma Protestante) passeava pela floresta, os pinheiros cobertos com neve e o céu estrelado chamaram a atenção do monge (mais um!) pela beleza. Ele ficou tão impressionado que resolveu levar para dentro de sua casa a bela imagem que viu na floresta. Algodão para imitar a neve, enfeites aqui e ali, além das “estrelas do céu” feitas de velas acesas ajudaram a compor por completo sua obra de arte, um pedacinho da natureza dentro de casa. Voilà! Nascia o modelo para as nossas árvores de Natal atuais. 

Figura de 1860 que ilustra como teria sido a reunião na casa de Martinho Lutero quando levou para casa a "paisagem" que tanto o encantou na floresta 

Martinho Lutero com sua família e sua árvore enfeitada 


Viajando Pelo Mundo 

Os primeiros registros oficiais do uso de árvores de Natal pelos cristãos datam do início do século 16. Em 1510, na praça de Riga, capital da Letônia, foi erguida a primeiríssima árvore de Natal. Tem até placa marcando o local! Mas foi durante o século 19 que a árvore de Natal saiu da Alemanha e invadiu o resto da Europa. 

A praça em Riga, na Letônia, e a placa que marca onde a Primeira Árvore de Natal foi montada 


Em 1846, o rei Alberto, marido da rainha Vitória da Inglaterra, e que nasceu em Coburgo, cidade que fazia parte da Turíngia, na Alemanha, resolveu montar uma árvore natalina no palácio real. Como o império da rainha da Inglaterra era dominante e muito popular naquela época, a prática alastrou-se pelos países de língua inglesa e depois pelo resto da Europa. A realeza influenciando costumes. 😎 

Representação do jornal The Illustrated London News no Natal de 1848 no palácio real britânico com o Príncipe Alberto, a Rainha Vitória e sua família junto à Árvore de Natal  


Depois, nosso ilustre pinheiro natalino seguiu viagem e atravessou o Atlântico em direção aos Estados Unidos e por fim, no século 20, chegou a América Latina. E, aqui estou eu, no século 21, falando dela. Não é incrível?! 

Ilustração de 1850 (a mesma do The Illustrated London News) um pouco mais popular: o Príncipe está sem bigode e a Rainha está sem sua tiara/coroa. Representando uma família americana comum 


Monta E Desmonta   

De acordo com a tradição cristã, a árvore deve ser montada no final do mês de Novembro. E, no dia 6 de Janeiro, Dia de Reis, considerado o último dia das festividades natalinas e de fim de ano, a árvore deve ser desmontada e guardada para ser reutilizada no próximo ano.  

Se você acredita em superstições, prepare-se. Dizem que uma vez que você monta e enfeita uma árvore de Natal tem que fazer isto durante sete anos ininterruptos, ou seja, sete anos seguidos, sem falhas, ou terá muito azar no ano seguinte. Sai pra lá urucubaca! Toc toc toc (batendo na madeira). 

Pintura de Viggo Johansen de 1891 


Esqueça O Trivial 

Com muita criatividade e bom humor na hora de montar sua árvore, fuja do convencional. Inspire-se e Faça você mesmo! DIY!  

Vamos ver algumas opções de árvores. 

1- Árvore da Sabedoria   




2- Árvore das Lembranças   




3- Árvore de Luzes    



4- Árvore Amiga da Natureza   




5- Árvore Alta-Costura    



6- Árvore em Lousa   



7- Árvore Quadro Charmoso    



8- Árvore do Espírito Natalino     



9- Árvore Pau Para Toda Obra   




10- Árvore Conectada   



11- Árvore dos Recados     



12- Árvore Stairway to Heaven   



13- Árvore Entrando pelo Cano   




Comemore Sem Culpa 

Reaproveite materiais e mantenha sua consciência ambiental. Com isso suas preocupações com a fatura alta do seu cartão de crédito e sua conta baixa no banco vão dar uma trégua. 

Reflita sobre o verdadeiro significado do Natal, o nascimento de Jesus, e o que de fato isso representa. Espalhe paz e harmonia e confraternize com os amigos e toda a família e sinta como é gratificante estar ao lado de quem amamos. Simplesmente celebrando! 

Agora... MÃOS À OBRA! 

FELIZ NATAL! 

O Brincando Com Arte deseja a todos um Natal de Paz, Amor (muuuitooo!!), Fé, Vida, Saúde (sem comentários), Alegria (de montão!), Amizade e Esperança (sempre) 


Beijos mil! :-) 
Criss



E não se esqueça de Comentar e Seguir o Blog. OK?



Você Também Vai Curtir

2 brincadeiras

  1. Quantos modelos de Árvores! Só não sabia que dizem ter que montar a árvore por 7 anos seguidos! Esse ano não estou querendo montar árvore! Só estou enfeitando a casa! Dá muito trabalho armar a árvore e decora-la! Rss
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mary.

      Também fiquei sabendo dessa história dos 7 anos quando fiz minhas pesquisas.
      Eu acho que montar a árvore de Natal não é o pior. Pra mim desmontar e guardar tudo de novo é o mais chato.

      Gostou dos modelos sustentáveis? Legais, né?!

      Beijos mil! :-)

      Excluir

»☻ Valeu por seu Comentário ☻«

“Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... ou toca ou não toca.”
Clarice Lispector


Posts Populares

Instagram

Formulário de contato