Minha Poesia

Viajante

novembro 23, 2010o¤° SORRISO °¤o


Caminho através do infinito

Para além dos meus sentidos.

Sou viajante

De uma jornada instigante.

Sigo o perfume da vida

Que no ar habita

E num sopro

Desliza pelo meu corpo;

Adentra e impregna minha alma

Antes prisioneira e subjugada.

Traço um mapa em minhas lembranças,

Em meu coração desenho distâncias.

Em paragens desconhecidas de terras longínquas

Busco meus horizontes 

Sob o sol nascente além das fronteiras.

Um raio de luz esparge, brisa refrescante,

Mostrando minha trajetória em flagrante.

Nesta viagem liberto a magia

Num ritual misterioso, 

Com o universo em total harmonia;

Da vida tomo o elixir

De notas delirantes e que me faz sorrir;

Entoando mantras

À procura do Nirvana.

 
Criss
 

Você Também Vai Curtir

10 brincadeiras

  1. Amiga,

    simplesmente lindo!!!


    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  2. amiga, tem mimo de natal te esperando no meu kantinho, bjs meu

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga vim lhe avisar que está aberto nosso cantinho do natal, com um montão de materiais pra vcs,Alfas de Natal, Dançantes,Gifs de natal,Mensagens de Natal,Molduras,Máscaras digitáis,
    Ornamentos,Scrap Kit,scrapbook ,Tags em Branco etc.Não deixe de conferir e levar o nosso link te espero lá bjs.
    Obs: o link para o cantinho esta na coluna do blog em cantinho do Natal

    ResponderExcluir
  4. Cris,

    Que lindo!!

    Lembrei de uma musica acho que é do Ney Matogrosso que diz assim:

    Eu me sinto tolo como um viajante, passaro sem asa, rei da poesia...

    É linda tambem.

    Te deixo beijos
    E um dia repleto de alegrias

    ResponderExcluir
  5. Amiga querida agora que meu pç esta belezinha, vim oferecer presente de natal do belascoisas sl presentes e do The Life (http://liseliascar.zip.net)sl presentes. Bjos e um lindo fim desemana..depois volto pra papear.

    ResponderExcluir
  6. Hoje pensei na loucura das pessoas
    Numa criança que pede a ternura e um naco de pão
    Na fome de um abraço sem rosto
    Na ignorância largada ao meio do chão

    Imaginei o que será viver na ausência da razão
    Na procura do norte sem Sol e estrelas
    Porque é que Deus se distrai às vezes
    Porque teima em não querer vê-las?


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  7. Olá Criss,Nossa que coisa Linda! Belo post viu belo mesmo!
    Um ótimo fim de semana bjs.

    ઇઉ Veronica ઇઉ

    ResponderExcluir
  8. Olá Cris!
    Seu blog continua legal, gostei do seu texto, estava inspirada ao escrever este belo poema.

    Meu blog hoje está em festa e eu gostaria de contar com sua presença, já que se esqueceu de vez dos amigos...

    Bjos...

    Edward de Souza

    ResponderExcluir
  9. Oie doladinha cheguei ..ufa como estou cansadinha kkkkk..mas valeu o show de rock em Sampa foi mil!!!!
    aparece.. tem fotitas ok!!!
    Achei fofo e divido com vc !!
    Te desejo Nesta Semana
    Paciência para as dificuldades
    Tolerância para as diferenças
    Benevolência para os equívocos
    Misericórdias para os erros
    Perdão para as ofensas
    Equilíbrios para os desejos
    Sensatez para as escolhas
    Sensibilidades para os olhos
    Delicadezas para as palavras
    Coragem para as provas
    Fé para as conquistas
    E amor para todas as ocasiões...
    Beijokinhas!!!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Amiga: Tem um prêmio aqui para você: (http://presentesdossonhosdamiriam.blogspot.com/2010/12/premio-migliore-amico-che-cose-il.html) Beijos, Querida!

    ResponderExcluir

»☻ Valeu por seu Comentário ☻«

“Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... ou toca ou não toca.”
Clarice Lispector


Posts Populares

Instagram

Formulário de contato